Temos ou não censura nos dias de hoje?

2
1270

Logicamente que a pergunta no título da matéria de hoje pode soar com uma piada: quem é fã de TV com certeza sabe que a censura nunca deixou de existir, apenas tomou contornos um pouco diferentes daqueles vistos no passado…

Se você é brasileiro imaginamos que já esteja cansado de saber que ainda vivemos sob um regime totalitário e conservador que utiliza a censura na TV e outras mídias.

Um exemplo de censura fora do Brasil

Se por um lado os EUA são a terra dos milhões de advogados e dos processos por qualquer motivo, por outro lado estão anos luz em nossa frente no que diz respeito a censura nos meios de comunicação – ou a falta dela.

Enquanto por lá os órgãos responsáveis pelo controle do que é exibido respeita a Constituição Federal e garante a liberdade de expressão dos produtores, por aqui os canais pagam multas por questões muito mais brandas, censuradas pelos órgãos de controle.

classificacao indicativa e censura na tvA motivação desta matéria

Esse post foi escrito originalmente no dia 2/05/2012, sendo atualizado para o contexto de hoje em dia.

Naquela data, a Rede Globo havia sido condenada devido a exibição de um filme chamado “Munique”. A notícia da época pode ser conferida aqui.

A punição foi devido porque a Globo resolveu transmitir o filme “Munique” antes das 22h. Notem que o filme não traz nudez e nem cenas escatológicas com sangue ou uso de drogas, pelo contrário, sendo enquadrado na classificação até 16 anos. Acontece que o filme teve um exibido um pouco antes das 22h que apresentava algumas cenas consideradas violentas.

A classificação etária e os horários servem para alguma coisa hoje em dia?

Não entrarei no mérito do que as crianças assistem ou devem assistir na TV, ou de quem é a responsabilidade (e como deve fazer) sobre tal conduta, porém, acreditar que nosso sistema de classificação e horários serve para alguma coisa hoje em dia, é no mínimo risível.

Será que alguém realmente acredita que as crianças de hoje em dia, em especial os pré adolescentes a partir de 12 anos, que já acessa o mundo disponível na internet, não vêem coisas muito piores na rede o horário em que querem?

Será quem algum pai acha que possui controle com filtros de censura do é visto na Internet? Me perdoem, mas não existe nenhum meio de impedir que seu filho veja cenas de nudez, violência ou uso de drogas caso esse conteúdo seja compartilhado via WhatsApp por exemplo, é muita inocência. O modelo precisa ser revisto.

A multa aplicada

A indignação então fica por conta das normativas dos órgãos de censura e o que é ainda pior, da aplicação das sanções em caso de desrespeito.

Se o motivo da condenação parece sermão de avó, a sentença então é um tanto quanto descabida.  A Juíza condenou o pobre canal a pagar R$24.000,00… cá entre nós meus amigos. o que representam 24 mil reais para a Rede Globo? Um terço do primeiro intervalo comercial do filme paga o valor da multa com sobras, somado ao custo do advogado no processo e de qualquer encargo que pode ter sido incluído nas despesas… 

Já é hora do poder público e do nosso judiciário repensarem e muito o sistema de censura e classificação dos conteúdo na TV e outras mídias. É preciso um pouco de realidade, saindo do mundo da fantasia em que vivem.

Parece que quem edita e quem aplica as Leis viveram confinados em uma caixa nas últimas décadas sem fazer ideia das mudanças em que o mundo passou. Pobre de quem está condenado à assistir a TV aberta sem nenhuma outra opção, vendo conteúdos sem corte e até com alterações nos textos para “suavizar” o conteúdo.

Para estes aconselho usar o aparelho televisor como um monitor apenas, livrando-se daquele monte de alumínio em cima do telhado.

COMPARTILHE
  • Anonymous

    concordo

  • Quem é adulto sabe muito bem que antigamente a coisa era pior e nem reclamava. Eu ainda sou jovem, mas já vi muita coisa que rolava antigamente.
    Hoje existe a internet e a distância entre as crianças e o pior imaginável é apenas alguns caracteres.