O fim dos pacotes de TV por assinatura chegará um dia?

9
4629

Sabe aquele entusiasta ferrenho da TV por assinatura que vive pregando pelo fim dos pacotes de TV por assinatura e pela liberdade da escolha livre por canais? Ele pode estar totalmente errado e ser um apenas um sonhador.

Um projeto de Lei de 2009 busca justamente acabar com os pacotes de TV por assinatura.

Confira aqui como o Projeto está em 2016 e as alterações (bizarras) que sofreu desde sua criação. 

Refletindo bastante em todos esses anos, acompanhando o crescimento das operadoras, nascimento das mais novas e o falecimento de outras – como a GVT recentemente, percebi uma coisa interessante: a existência dos pacotes de TV com canais pré definidos é muito ruim – mas ao mesmo tempo extremamente necessária. Sabem por que?

A metáfora do Golf Channel

Eu explico: se um canal como o Golf Channel fosse opcional, PPV, de livre escolha, quantas pessoas no Brasil teriam interesse nele? Precisaríamos ir muito a fundo na pesquisa, mas teríamos que levar em conta que não são todos os entusiastas pelo golfe (mas quem sabe até a maioria) que possuem TV por assinatura. Ok, mas desse grupo que gosta de golfe e assina TV, não seriam todos que aceitariam pagar individualmente pelo canal, não é mesmo?

Nesse exercício rápido eliminamos uma grande gama de pessoas, reduzindo a um grupo que com certeza é muito pequeno no país (você que lê agora, quantos jogadores ou fãs de golfe conhece?).

fim dos pacotes de tv
Será que um dia cortaremos esse “cordão” que nos une às operadoras de TV e seus infames “pacotes de canais”?

Use a analogia

Então partimos da historinha exagerada acima para tentar abranger o raciocínio para todos os canais que existem (e todos os seus gêneros), partindo do Fish TV (de pesca) ao SporTV. Temos ainda um número até grande de canais segmentados e específicos, mas que diminui a cada dia, os investimentos são focados nos canais que têm potencial de alcançar o maior público possível, seja ele qual for. 

Tente então precificar esses canais mais segmentados.

Se fossem de livre escolha, teriam que ter um preço individual. Em tese quanto mais segmentados, mais caros, pois os custos são altos e a parcela da população que teria interesse pequena. Pessoal, esse sistema não daria certo. Seria provavelmente o fim dos canais segmentados. Quantos assinariam o E!? O A&E? O Fish TV? O Comedy? O TBS? 

Apenas para citar alguns exemplos.

É inviável

Quando você têm canais ruins misturados com os bons de maneira forçada, você aumenta as chances de que um assinante se torne espectador daquele canal segmentado, mesmo que raramente. Quando você coloca um preço prévio nele tudo muda. Quem pagar vai assistir, mas e para convencer o assinante a comprar? Seria muito complicado.

Se tomassem essa decisão teríamos uns 15 canais que sobreviveriam, talvez uns 20. E com certeza teriam que fazer muitas promoções do estilo compre esses 3 e leve mais três canais desconhecidos no “combo”…

Mas talvez eu esteja errado..

Como eu não sou o dono da verdade ou da razão e o fracasso que eu cito é apenas hipotético, talvez exista a chance de acontecer um dia… sabem quando e como? Caso os serviços on demand dominem a cena e ganhem muita força. Acho que isso vai ocorrer apenas quando a internet evoluir e possibilitar que um grande serviço on demanda transmita conteúdo ao vivo, que são o forte da TV por assinatura.

O Premiere Play está aí junto com os canais EI Maxx para provar que já é possível, mas apenas uma fatia da população possui internet rápida o suficiente para tal. Grande parte da população brasileira sequer possui acesso a internet…

fim dos pacotes de tv
Será que um dia poderemos escolher nossos canais em tempo real e montar uma grade 100% personalizada?

Mas se um dia um Netflix ganhar força para oferecer conteúdo de qualidade ao vivo (como uma Libertadores da América) tudo pode mudar. Uma possível pressão e queda enorme do número de assinantes que preferem optar por conteúdo a qualquer hora (tendo ainda opção do conteúdo ao vivo), poderia dar um enorme choque na TV por assinatura, culminando até mesmo em seu fim.

De um jeito ou de outro muitos canais iriam morrer. Seria então um momento de mudanças, um momento em que o que é válido e real hoje, poderia deixar de ser…

Mas quanto ao contexto e as previsões, deixo para vocês pensarem e discutirem… o ON DEMAND irá derrubar a TV como conhecemos? Os pacotes de TV vão deixar de existir? A Rede Globo vai perder para o SBT um dia? Comentem abaixo meus amigos.

COMPARTILHE
  • paulo navarrete

    Tenho certeza que da qui 2 ou 3 anos o ON DEMAND irra derrubar e destruir a tv por assinatura como conhecemos ,acredito que as próprias operadores de tv irão passar a ser totalmente ON DEMAND ( como a netfilx ) pois atualmente existe muito receptor piratiado a para derrubar isso as operadoras de tv terão que optar pelo serviço de ” livre escolhe do consumidor ”

  • Djeison

    Acho que o on demand irá somar na tv assinatura, e não ser o matador dos canais pagos. Telecine Play, HBO GO, Fox Play… são bons exemplos disso: passa primeiro no canal, um dia depois está disponível no on demand. On demand nunca vai matar a tv por assinatura porque os conteúdos que mais gostamos (séries, filmes…) são de propriedade das produtoras que possuem canais e lucram com os intervalos. Acho que o on demand vai diminuir a quantidade de canais spin, como por exemplo Discovery Science/Civilization/HD Theater que reprisam o que passou no canal principal Discovery; com um Discovery On Demand não faz sentido ter esses canais spin. Sem contar nos eventos esportivos ao vivo, on demand algum é vantagem nesse aspecto. Com relação aos pacotes espero que um dia possamos pelo menos escolher os canais em pacotes do tipo 10 canais por 49,90, 20 canais por 79,90…. continuaríamos forçados a escolher canais segmentados e ruins para fechar o pacote, mas pelo menos poderíamos ter aqueles que “talvez eu assista algum programa”. Eu mudarei em breve para um pacote básico porque prefiro perder 2 canais de um pacote intermediário e economizar algumas dezenas de reais que me trariam dezenas que canais que nunca assistirei (como os de esportes do meu caso).

  • Pingback: NET Top HD Max vale à pena? | eXorbeo TV()

  • Pingback: Precisamos de tantos canais esportivos? - eXorbeo()

  • LuizF

    Assistir TV pela internet é ruim, VC tem q ter uma velocidade muito alta. Por exemplo, rodar um canal em HD, e outra pessoas quer assistir outro conteúdo em HD, ai não dá.
    Internet tá mais pra netflix, you tube.
    Isso na minha opinião. Pra mim iptv é muito chato…

    Ah não ser claro, q VC tenha uma velocidade real de seus 100mbps

  • LuizF

    A TV pela antena ou fibra, conectada a internet tem mais vantagens ao meu ver.
    Pq iptv tem q esperar carregar, ainda tem um atraso q chega até 14 segundos.

    Na antena não. VC liga o receptor, os canais já tão tudo ali, sem nenhum problema, só selecionar e assistir