Como será a TV do futuro?

3
1941

Hoje iremos refletir um pouco sobre como será a TV do futuro, ou mais precisamente, a TV por assinatura e outros canais de entretenimento pagos que temos hoje e também os serviços on demand, como o Netflix.

Se você pensar a atual realidade, o mercado da TV por assinatura é um dos maiores ramos de entretenimento do mundo. Muitos países já possuem um numero de assinantes superior à 70% da população, enquanto outros tentam alcançar uma meta entre 40 ou 50% e em outros a TV por assinatura ainda é uma novidade.

Por que dizemos isso? Para mostrar que assim como diversas coisas, as mudanças nesse importante segmento serão graduais, variando muito em diferentes países.

Veja também: On Demand vale à pena no Brasil?

A TV do Futuro chegará antes nos países desenvolvidos

Em um mundo globalizado como vivemos, não deverá demorar muito para que quase 60% da população global tenha acesso a tais conteúdos. Muitas empresas já preparam o futuro da televisão como um novo objeto interativo na casa. Porém, assim como outros produtos e serviços, teremos que observar como será o futuro aqui olhando antes para países como Estados Unidos e Japão.

E o que vemos no curto prazo? Os televisores inteligentes (smart TVs) como maioria, com processadores cada vez mais potentes e sistemas operacionais similares ao que temos nos smartphones e computadores. Aonde isso nos levará? Ao ponto de que muito em breve não haverá mais necessidade para a existência de receptores externos, players de vídeo e até mesmo videogames. Os televisores caminham diariamente para se tornarem objetos 100% autônomos, levando a “televisão por assinatura” ao IPTV ou algo mais avançado.

tv do futuro

O que ainda falta para o “futuro”

Apesar dos televisores “inteligentes” já serem verdadeiros computadores, ainda carecem de mais velocidade e uma forma de controle melhor (destaque para as TVs que tentam melhorar os controles por gestos, parecidos com um Nintendo Wii). As funções das TVs Smart se resumem hoje a aplicativos de entretenimento, sendo que já não é necessário ter um PC, Playstation ou similares para acessar o youtube ou o Netflix, mas ainda faltam serviços de IPTV de melhor qualidade para substituir a TV à cabo e via satélite, especialmente no Brasil. 

Já em relação à resolução, sabemos que o olho humano não é capaz de distinguir a diferença em uma tela normal, com resolução acima do chamado 8K. E para nossa alegria, em 2014 os japoneses já conseguiram produzir as primeiras TVs com tal resolução, inclusive realizando filmagens na Copa do Mundo do Brasil ao vivo nessa escala de imagem.

O futuro está aí e já começamos a perceber os primeiros limites atingidos por ele.

A TV por assinatura também tem evoluído

De olho no futuro, grandes operadoras americanas como a Directv (dona da nossa SKY aqui do Brasil) e a DISH, investiram pesado em seus últimos decodificadores, implantando recursos e aplicativos muito mais interativos do que a geração passada (a que temos aqui como sendo de ponta).

Interação esta contando com conteúdos diferenciados proporcionados pela Internet, com tudo acessível para que você possa assistir a qualquer hora e em qualquer lugar (a exemplo do NET Now e aplicativos Globosat Play). Com a casa inteira conectada e demais dispositivos com internet, a experiência de assistir televisão mudou drasticamente, mesmo que muitos de nós ainda não tenhamos parado para refletir e aproveitar essas possibilidades.

Pontos extras de TV? Isso é passado. Hoje você pode tranquilamente espelhar a tela do seu computador ou smartphone em qualquer TV smart de sua casa, assistindo um jogo do Premiere Play (por exemplo) em qualquer televisor… quem apostava nisso em 2012?

Mais um especial: a péssima qualidade de imagem dos canais da TV paga

Concluindo

Não há como negar que a televisão que temos hoje será morta pela internet (assim como ocorreu com o Fax, cartas, telefone fixo, SMS) e como ainda acontecerá com as chamadas comuns de celular e gradualmente o rádio e TV aberta.

O futuro está aí e contará com apenas um cabo – o da internet, cabo este por sinal que poderá ser compartilhado no futuro com o da energia elétrica, simplificando ainda mais o mundo.

E você, o que espera da TV no futuro? Sua expectativa é boa ou ruim? Deixe seu comentário!

COMPARTILHE
  • roberto

    vcs falando em 4k e eu ainda com a minha velha e boa tv de tubo kkkkkkkkkkkkkk